Congresso Nacional de Músicos: Jesus é o centro

“Certifique-se de que sua vida não contradiga o que você canta. Cante a Deus com sua voz, seus instrumentos e com sua vida”, assim iniciou a pregação o inglês Peter Moran, que falou sobre o tema: “Jesus é o Centro”.

O pregador afirmou que se há o desejo de estar em Jesus, é necessário que se esteja aberto à transformação. Nesse sentido, pegou um copo cheio d’água e passou a tomar a água. E indagou: “pra que serve um copo vazio? Para ser cheio”, respondeu. Assim, explicou que “a tarefa do adorador é se colocar vazio diante de Deus. Depois Ele nos derrama ao outro e chegamos ao ponto de dizer: Senhor, quando quiser pode me encher de novo e eu estarei pronto para te dar graças ou abençoar seu povo”.

Peter disse ainda que o Senhor convida seus filhos a se humilharem diante Dele e Ele os exaltará, assim como fez com Jesus. “Isso é encorajador, porque independentemente do meu ministério, o que tenho de fazer é me ajoelhar diante de Jesus. Colocar todas as nossas coisas boas aos seus pés e Ele nos exaltará”.

Ao final de sua pregação, o ministro de música membro da RCC Inglaterra, disse que ser servo deste Ministério é ser servo do outro, tal como Jesus não veio para ser servido, mas para servir. “Cantem o que vocês vivem e vocês serão o próprio louvor”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *