Lucimar é reeleita presidente do Conselho Estadual da RCC SP

O Conselho Estadual da Renovação Carismática Católica do Estado de São Paulo esteve reunido neste sábado (17/09) para eleger a nova Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal. A mesa escrutinadora foi presidida pelo secretário-geral e representante da RCC Brasil, Onazir Assunção. Compuseram também a mesa, a secretária do Escritório Estadual Cíntia de Souza Rodrigues, a primeira-secretária Lucilene Vila Real e o secretário-geral do Conselho Estadual Marcelo Marangon.

onaz-01-fw

A primeira votação é para função de presidente do Conselho Estadual da RCC SP. Os conselheiros foram convidados a indicar nomes para concorrer. Segundo a mesa, nenhum conselheiros indicaram nomes e, por isso, Lucimar Maziero foi reeleita presidente do Conselho Estadual da Renovação Carismática Católica de São Paulo. Dessa forma, Marcelo Marangon segue como secretário-geral e a Rita de Cássia Viera de Camargo como tesoureira pelo próximo biênio 2017-2018.

Na segunda votação foram eleitos os membros do novo Conselho Fiscal. De acordo com Lucilene, os conselheiros foram convocados a indicar três nomes em uma cédula. Após essa indicação, os nomes indicados foram consultados se aceitavam concorrer. Foram eleitos titulares do Conselho, os três nomes mais votados dos irmãos: Aparecido José Santana (presidente), Silvio Alves de Souza e Armando Soares. Dos três, o mais votado de todos assume a função de presidente do Conselho. Além destes, outros dois (menos votados) foram eleitos suplentes, são eles: Wendell Ferrer de Paula Amadei e Luiz Gustavo do Prado.

wen-01-fw

Ao final da eleição, todo o Conselho Estadual fez um grande louvor a Deus pela maturidade espiritual dos membros. Três dos conselheiros partilharam uma mesma visão em que “Deus derramava uma chuva torrencial sobre diversas flores e frutos que estavam em uma floresta. Ao receber esta chuva, todas as flores e frutos – que representam todas as dioceses do Estado de São Paulo – ficavam no mesmo nível de altura nesta floresta” e no “discernimento da visão haviam dioceses “secas” e outras, frutificando e, o Senhor derramava chuva de graças renovando estas dioceses”.

Por Ariana Ayres

Fonte : www.rccsp.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *