Missa de abertura: “Entremos nesse ENF com coração de discípulos”

O primeiro dia do Encontro Nacional de Formação 2015 começou com grande festa! Ao chegarem ao Centro de Eventos, em Aparecida/SP, os participantes foram acolhidos pelos membros do Conselho Nacional. Em seguida, presidida por Dom Alberto Taveira, assessor eclesiástico da RCC do Brasil e arcebispo de Belém/PA, a Santa Missa fez a abertura oficial do evento.

“Me alegro ao ver todos vocês reunidos”, abriu Dom Alberto Taveira sua homilia, que logo de início convidou os participantes a serem mais e melhores apóstolos da efusão do Espírito Santo. “Esta é a vocação que reúne todos que estão aqui neste encontro”, completou.

O bispo frisou ainda seu convite aos participantes a iniciarem o encontro com coração de discípulos. “O servo tem ouvido de discípulo. O discípulo é muito mais do que aluno. O aluno procura um professsor. Quando o professor, além do conteúdo, dá a própria vida, ele vira mestre e as pessoas querem segui-lo. Entremos nesse ENF com coração e ouvido de discípulos”. 

Segundo Dom Alberto, o Evangelho do dia traz dois ensinamentos principais. O primeiro é a liberdade de Jesus diante da Lei. “Ele não quer colocar em nós um jugo pesado. Seu fardo é leve, porque Ele é manso e humilde de coração. Participe do ENF com grande liberdade no Espírito Santo. Não podemos limitar a ação do Espírito Santo, como já nos disse o Santo Padre, em Roma”.

Já o segundo se configura dentro do convite que Jesus faz ao homem da mão seca. “Jesus pediu para que ele ficasse no meio. Seja qual for a tua história, ou problemas, anseios, perguntas, pesos, em nome de Jesus, venha para o meio! Esta é a sua casa, a casa dos filhos de Deus”.

Tal como Santa Inês, cujo martírio é celebrado na Liturgia de hoje, o presidente da Celebração convidou os participantes a darem tudo durante esse encontro. “Tudo significa tudo! Ouvir sem julgar, prestar atenção, dar sua participação, lançar-se na oração. Tudo!”, convocou.

Dom Alberto ressaltou ainda o tema do encontro “Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito” (Gl 5, 25) como um desafio. “É uma proposta exigente. Durante esse encontro, que formemos um corpo unido, de homens e mulheres de diferentes idades convivendo como Santa Inês, com o coração voltado para o alto. Que ninguém viva segundo a carne nestes dias. Deixemo-nos conduzir pelo Espírito Santo”, finalizou.

Ao final da Celebração, Michelle Moran falou sobre a alegria de estar no Brasil celebrando esse encontro e destacou esse momento como uma preparação para o Jubileu de Ouro da RCC a ser celebrado em 2017. “Este é um lugar santo, porque aqui será o local onde nos encontraremos com Deus. Vamos nos aprofundar mais no Espírito Santo durante esse encontro e mantenhamos o coração aberto com uma fé expectante”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *