Papa Francisco se solidariza com pessoas que lutam contra a hanseníase

“Quero expressar a minha proximidade a todas as pessoas que sofrem desta doença, como também a todos aqueles que se ocupam deles, e àqueles que lutam para remover as causas da doença, ou seja, as condições de vida indignas do homem. Renovemos nosso compromisso de solidariedade a estes irmãos e irmãs!”, expressou o papa Francisco após oração do Angelus do domingo, 25, na Praça São Pedro, no Vaticano.

A data recorda o Dia Mundial da Hanseníase. De acordo com informações da Secretária de Saúde, em 2012, o Brasil registrou 33.303 casos novos da doença. Mas, houve redução 40% nos últimos dez anos. Cinco Estados apresentam coeficiente de prevalência acima de três casos por 10 mil habitantes: Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Pará e Rondônia.

A hanseníase trata-se de doença infecciosa que se transmite de pessoa para pessoa apenas por contato íntimo, como morar na mesma casa e por tempo prolongado. “Os sinais da doença são manchas ou caroços na pele, com alterações de sensibilidade. Em geral, as lesões de pele não trazem nenhum sintoma, não costumam doer nem coçar. Se não tratadas, as lesões podem evoluir e acometer os nervos, nariz, face e outros órgãos. Se tratada logo no início, não deixa nenhuma sequela ou cicatriz”, informa a Secretária de Saúde.

Com informações do News.VA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *