Porta do Ano da Misericórdia será aberta em todas as dioceses do Brasil; Veja mapa

Pela primeira vez na história da Igreja não será preciso ir a Roma para receber as indulgências referentes à passagem pela Porta Santa. O Jubileu da Misericórdia começa nesta terça-feira, 8, no Vaticano, e até o dia 20 de novembro de 2016, os fiéis poderão receber as graças jubilares em qualquer diocese do mundo.

O vice-presidente da CNBB, Dom Murilo Krieger, explica que a expressão “Porta Santa” se refere propriamente às quatro Portas Santas das Basílicas papais: São Pedro, São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Fora dos Muros, que ficam sempre fechadas e são abertas somente por ocasião de um Ano Santo. Porém, em cada diocese, na Catedral e/ou Santuário, será aberta a Porta da Misericórdia.

Todos podem entrar pela Porta da Misericórdia

“[Esta Porta] ficará aberta para a passagem de todos aqueles que quiserem, com este gesto, expressar seu desejo de se deixar abraçar por Jesus Cristo. Ou, como escreveu o Papa Francisco na Bula ‘Misericordiae Vultus’, qualquer pessoa que passar pela Porta da Misericórdia ‘poderá experimentar o amor de Deus que consola, perdoa e dá esperança’ (nº 3)”, explica Dom Krieger.

Dom Murilo esclarece que, para alcançar as graças é necessário, além do sincero desejo do fiel de não pecar mais e de buscar uma mudança radical de vida, que ele se confesse (em qualquer igreja, não necessariamente onde está a Porta da Misericórdia), participe da Eucaristia, reze nas intenções do Santo Padre e realize obras de misericórdia.

De forma especial, o Papa Francisco estendeu os benefícios das indulgências para os presos. “Nas capelas dos cárceres poderão obter a indulgência, e todas as vezes que passarem pela porta da sua cela, dirigindo o pensamento e a oração ao Pai, que este gesto signifique para eles a passagem pela Porta Santa, porque a misericórdia de Deus, capaz de mudar os corações, consegue também transformar as grades em experiência de liberdade”, explicou o Santo Padre na Carta na qual concede a indulgência para o ano jubilar.

O Ano Santo é vivido na Igreja Católica a cada 25 anos, o último foi o Jubileu do ano 2000. Entretanto, Francisco convocou este de forma extraordinária, como já o fizeram outros Papas da Igreja .

Fonte : noticias.cancaonova.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *