Presidente do Conic explica a Semana pela Unidade Cristã

Em entrevista exclusiva, Dom Flávio Irala explica o que levou à escolha do tema da Semana desse ano e recorda importância do diálogo para as relações ecumênicas

Jéssica Marçal
Da Redação

Cristãos brasileiros se preparam para iniciar neste domingo, 17, a Semana de Oração pela Unidade Cristã. Trata-se de uma iniciativa de caráter ecumênico realizada anualmente em todo o mundo para colocar em evidência a causa da unidade cristã.

No hemisfério sul, as atividades são realizadas na semana que antecede a festa de Pentecostes. Essa escolha se justifica pelo fato de que Pentecostes é também um símbolo da unidade, já que ali o Espírito Santo reuniu as nações de várias línguas em um só povo de Deus. A explicação é do presidente do Conselho Nacional de Igrejas (Conic), Dom Flávio Irala, bispo da Igreja Anglicana.

Em entrevista ao noticias.cancaonova.com, ele comenta o tema escolhido para a Semana deste ano e o processo de organização das atividades. Dom Flávio também menciona a recordação que se pretende fazer dos cristãos perseguidos, vítimas da intolerância religiosa.

Confira mais detalhes na entrevista com Flávio Irala:

noticias.cancaonova.com – Quais iniciativas estão previstas para a Semana de Oração pela Unidade Cristã 2015?

Dom Flávio Irala – Como sempre o momento maior da Semana de Oração pela Unidade Cristã é a reunião das comunidades cristãs para celebrar o compromisso com a busca da unidade. As celebrações são de uma riqueza imensa, pois, em cada cidade, as comunidades se apropriam do material da semana de uma maneira particular, a partir de sua experiência local e de sua tradição eclesial. Queremos que a Semana seja celebrada sempre e para isso tem havido um grande esforço de divulgação e preparação de subsídios litúrgicos e cartazes. Há lugares em que há várias denominações que participam do movimento ecumênico; há outros em que há uma ou duas. O importante é que em todos os lugares a busca da unidade seja celebrada; às vezes como uma realidade; outras vezes, como algo a realizar, como um sonho que nos motiva a trabalhar juntos para fazer a vontade de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Leia também
.: Igrejas publicam carta para Semana pela Unidade dos Cristãos

noticias.cancaonova.com –  O tema da Semana desse ano foi inspirado no evangelho de João: “Dá-nos um pouco da tua água”. O que levou à escolha do tema?


Dom Flávio Irala –
 O tema da Semana de Oração pela Unidade Cristã de 2015 foi inspirado em João 4,7, que faz parte da narrativa do encontro de Jesus com a mulher samaritana. Essa passagem é, sobretudo, inspiradora quando trabalhamos para a superação de todo tipo de intolerância em nosso mundo. Queremos que as pessoas e comunidades sintam a importância do diálogo no projeto olho 1de Jesus e vivam isso nas suas relações comunitárias e ecumênicas. Como diz a carta das igrejas do Conic sobre a SOUC 2015: “O pedido por água, feito por Jesus à mulher samaritana, é também o testemunho ecumênico que oferecemos aos irmãos e irmãs das muitas Igrejas que anunciam a boa-nova de Jesus, nos mais diferentes contextos do mundo. A fé em Jesus Cristo precisa expressar-se nessa abertura para encontros e conversas. Não devemos ver no outro um inimigo ou uma ameaça, mas sim, reconhecer nele uma expressão do amor de Deus. Complementamo-nos e crescemos quando nos abrimos para estes encontros. Este é o nosso testemunho ecumênico.”

noticias.cancaonova.com – No Brasil, essa Semana é organizada pelo Conic. Como é a participação de cada Igreja cristã no processo de organização, isto é, desde a escolha do tema até a promoção das atividades?

Flávio Irala – Cada igreja que integra o Conic participa da organização e divulgação da SOUC. O material litúrgico utilizado nas celebrações é publicado em parceria pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI) e pelo Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos. A cada ano é convidado um país para prepará-lo; para este ano, foi o Brasil. Desde 2013, uma comissão formada por representantes das igrejas e de organismos ecumênicos, sob a coordenação do Conic, trabalhou na preparação desse material, escolhendo tema e subsídios. No mesmo ano, a comissão se reuniu com o Comitê Internacional para finalizar o material. Com o material definido, passa-se à organização e promoção das atividades da Semana, que ficam a cargo das representações ecumênicas locais.

noticias.cancaonova.com – No hemisfério sul, essa Semana de Oração acontece na semana que antecede a festa de Pentecostes. Qual a razão dessa escolha?

Dom Flávio Irala – A Semana foi celebrada pela primeira vez em janeiro de 1908, entre as festas da Confissão de São Pedro, em 18 de janeiro, e a Conversão de São Paulo, apóstolo das nações e evangelizador dos gentios, comemorada em 25 do mesmo mês. E continua até hoje sendo celebrada nesta data no hemisfério norte. Alguns anos depois foi proposta outra data para o hemisfério sul. Escolheu-se a semana que antecede o Pentecostes, também considerado símbolo da unidade, pois ali o Espírito reuniu as nações de várias línguas em um só povo de Deus. A partir da proposta de Fé e Ordem, movimento ecumênico que depois seria incorporado ao Conselho Mundial de Igrejas, a data passou a ser usada em 1926. O interessante é que essa data já havia sido sugerida pelo Papa Leão XIII em 1894.

noticias.cancaonova.com – O Conic pretende, de alguma forma, recordar nessa Semana de Oração os cristãos perseguidos? Como?

Dom Flávio Irala – Certamente, o assunto será lembrado, pois, neste ano, estamos falando em superar situações desse tipo. Pode-se dizer que o pano de fundo da Semana de 2015 é a situação de intolerância que vivemos em nossos dias, que gera perseguição e injustiça. É bom lembrar que toda intolerância é lastimável aos olhos de Deus. E a superação da intolerância começa com cada um olho 2de nós. O gesto de Jesus de pedir água à samaritana é um convite para a acolhida do diferente em nossas vidas, rompendo com preconceitos étnicos, culturais, sociais. Por isso, lamentamos que cristãos sejam perseguidos por causa de sua fé. E, por outro lado, lamentamos também que cristãos persigam outras pessoas por causa da fé que professam. Esperamos que a Semana inspire todos os cristãos a trabalharem por um convívio fraterno e acolhedor entre as pessoas, independente de seu credo religioso. Nosso sonho é que todas as pessoas estejam unidas pelo vínculo do amor, caminhando e cantando uma canção de justiça e paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *